24 março 2010

Homens de palavra, precisam-se!

O inglês Albert Gubay prometeu a Deus, quando era jovem, dar-lhe metade da fortuna se conseguisse tornar-se milionário. Agora, aos 82 anos, decidiu cumprir mas, duma fortuna avaliada em 530 milhões de euros, doou 519 milhões!
Está visto que é homem à antiga … tem palavra!
Só não sei se entregar mais de 250 milhões à Igreja Católica é boa ideia, pois esta tanto gasta em obras de solidariedade como em fausto. E depois de ouvir Bento XVI dizer que devemos ser indulgentes com os pecadores, especialmente os clérigos envolvidos nessa coisa escabrosa chamada pedofilia é que mais reticente ficaria. Mas louvemos o gesto e a honra revelados.

22 comentários:

joshua disse...

Louvemos!!!

PQ disse...

Honra não falta ao Sr.Milionário, no entanto haveria talvez instituições que o aplicariam melhor e com a falta de fundos que anda lá pelo Vaticano... ainda refundam o Banco Ambrosiano e investem nos negócios da Camorra...

António de Almeida disse...

Pelo menos prometeu a Deus, imagine que tinha estabelecido um pacto com o Diabo, na hora de cumprir entregaria o dinheiro a quem? É que apesar de existirem por aí inúmeros diabos à solta...

Rui Figueiredo Vieira disse...

Vou-lhe mandar uma carta...pode ser que sobre algum para mim!

Ferreira-Pinto disse...

Eu acho que sim, Joshua, e desta vez estou a falar a sério!

Ferreira-Pinto disse...

Pois, PQ, também acho que o dinheiro era melhor entregue, se calhar, a outras instituições mas o homem prometeu ...

Ferreira-Pinto disse...

Então antónio de Almeida essa dúvida vinda do meu amigo?
Se o pacto fosse com o Diabo entregava o dinheiro ao ... Estado!

Ferreira-Pinto disse...

Ó Rui Figueiredo, ele com 11milhões ainda ficou ...

Pensador disse...

Concordo, existiriam muitas maneiras de ele entregar o dinheiro "a Deus", e não acho que a igreja católica seja a melhor delas. Apesar de haverem tantos padres repetindo as palavras de Jesus, "deixar vir a mim as criancinhas" (esta foi horrível, admito).

Ferreira-Pinto disse...

Amigo Pensador claro está que não sabemos se ele entregou assim o dinheiro de mão beijada ou se colocou condições quanto ao uso, mas assim de repente fica-se com a sensação que até Deus vai nomear um fiscal para vigiar onde é gasto o dinheiro!

Blondewithaphd disse...

Homem, tu móis-me a cabeça (com 8 horas de jetlag, diga-se em abono da verdade!!!) com tanta mudança de blog. Queres fazer o favor de parares quieto um minuto??? A gerência agradece!

Tite disse...

A mim parece-me que Deus ficaria mais satisfeito se ele doasse a sua fortuna a alguma Instituição "Realmente" necessitada coisa que acho que a Igreja não é.

Ferreira-Pinto disse...

Ah, afinal a Blonde mesmo sem GPS atinou com o caminho! :)))

Ferreira-Pinto disse...

Pois é Tite fica-se com essa ideia e sensação, mas se calhar a promessa metia a Igreja.
Mas olhe que doar assim de mão beijada aquele dinheiro todo é digno de admiração.

Rosa disse...

Realmente hoje em dia já são poucos os homens de palavra especialmente quando a história mete dinheiro.

Ferreira-Pinto disse...

É verdade, Rosa, nos tempos que correm quando a coisa mete dinheiro, normalmente a palavra foge a sete pés!

Daniel Santos disse...

ai está... já têm dinheiro para pagar os 200 mil euros do altar para a missa do papa em Lisboa.

Ferreira-Pinto disse...

Estás a brincar, não Daniel? 200.000,00€ num altar para uma missa? E o alegado representante de Cristo na Terra pactua com isso?

Daniel Santos disse...

não lestes as noticias?

http://em2711.blogs.sapo.pt/597837.html

Pensador disse...

Não vamos muito longe, Ferreira-Pinto, basta lembrar-se da pompa de império romano que foram os funerais do papa anterior. Os representantes de Deus na terra pregam a humildade, mas só para o populacho, não para eles.

Ferreira-Pinto disse...

Ó Daniel ando meio arredado dessa parte do mundo noticioso!

Ferreira-Pinto disse...

Realmente, Pensador, esse exemplo é sintomático.