15 abril 2010

Dedicatória.

O músico Canadiano, Dave Carroll viu uma das suas guitarras, de marca Taylor, ser partida pelos funcionários da Companhia Aérea United Airlines.
Tentou, durante vários meses, junto da UA que estes se responsabilizassem pelo dano, mas sem sucesso.
Vai daí, lembrou-se de fazer uma música a relatar o sucedido e colocou-a no Youtube. A música tornou-se um êxito e já lhe deu direito a ser inclusivamente convidado da Oprah.

Como já há uns anos que também eu me sinto maltratado pelo nosso Governo do PS, pensei fazer algo semelhante. Mas como os meus conhecimentos musicais são nulos, e até quando toco à campainha da porta eu desafino, vi-me obrigado a escolher um tema de uma admirável interprete Brasileira para dedicar ao meu "querido" 1º Ministro, digníssimo Sr. Engº José Sócrates.
Aqui vai :



6 comentários:

Ferreira-Pinto disse...

Atrás de mim ... e mais não digo!

Eduardo Miguel Pereira disse...

Epá ! este, venha lá quem vier atrás dele nunca o farão sequer parecer bom, quanto mais ser.

Tite disse...

É pá!!!

A música até é gira a letra é que é um bocado monocórdica.

Agora... gostaria de saber porque é só dedicada a um político? Cadê os outros?

Eduardo Miguel Pereira disse...

Ó Tite, é que de tão egocentrico que o homem é, eu acabo por malhar sempre nele.
E a verdade é que se os outros também merecem, este então merece mais ... pelo menos para mim !
E depois, para mim, ainda tem o azar de ser do partido que é o meu ódio de estimção da política nacional. Ou não tivesse ele (o partido) tido entre os seus fundadores, aquela coisa asquerável a abominável que dá pelo nome de Mário Soares.

Pronto ... disse !

Tite disse...

É bom desabafar. Ainda bem que o fizeste pois assim ficvas mais calmo.

Para mim, o vídeo é mesmo bem destinado a outro execrável da Política Nacional e que hoje ouvi de manhã no Parlamento.

O emproado e egocêntrico do Sr. Paulo Portas que, se um dia chega a 1º Ministro vai inchar de tal maneira que a sua arrogância vai rebentar com ele.

Eduardo Miguel Pereira disse...

O Portas não chega lá ... nunca !
E já agora, deixa-me corrigir aqui uma "trampa" que escrevi no comentário anterior.
Não é asqueravel, que esta porcaria não existe ! queria escrever asqueroso,
Ai, ai ... começo a falar do PS e até os dedos me tremem :-))))