27 março 2010

No mundo da omnipotência do dinheiro e da idolatria do poder...

Hoje comemora-se o Dia Mundial do Teatro

"Hoje, encontrar um político culto, que encare a arte como uma respiração vital da sociedade, é uma raridade. A sociedade actual, na qual escrevemos, representamos e encenamos, arrancou a alma ao homem, desespiritualizou-o, fez do homem um consumidor eufórico, asfixiado em objectos que o não deixam respirar", nem o deixam "ver-se nu ao espelho",
Filomena Oliveira e Miguel Real.

O teatro não deve ser elitista, reduzido a minorias esclarecidas, nem demagogo, obediente a cartilhas consumistas de multidões acríticas. O teatro é de todos nós. Uma arma crítica, intervencionista, solidária. Mais do que um estado de alma, o teatro representa e sempre representou um verdadeiro amor á arte, uma forma de sentir e respirar a vida.

4 comentários:

PQ disse...

Nem de propósito, hoje às 17 horas no Auditório dos Oceanos, Casino de Lisboa vai o Clube da Comédia de Aldo Lima e Bruno Nogueira. Lá estarei até porque já mereço gozar um bocadinho do fim de semana.

Rui Figueiredo Vieira disse...

Boa escolha!!!

O Guardião disse...

Porque ainda há bom teatro vamos esquecer o que de nau também há por aí, nomeadamente a nível institucional.
Cumps

Ferreira-Pinto disse...

Tenho com o teatro uma relação algo distante, pois não é das artes que mais me agrade.
Contudo, reconheço que possivelmente na nudez do palco se exige mais os actores, assim se vendo quem realmente é bom.