11 março 2010

Está doente?! Temos pena...

No passado dia 2, uma senhora de 75 anos caiu em sua casa e enfiou-se numa porta envidraçada. Depois de socorrida por uma vizinha, foi levada para o hospital onde foi vista por um sem número de profissionais, fez RX e TAC.
Foi suturada em várias zonas da cabeça e, após várias horas de internamento, foi mandada para casa. Levou um relatório médico para a sua médica de família, uma receita de analgésicos e passou a fazer curativos diários na sua Unidade de Saúde Familiar. No passado dia 9, as dores nos braços (bem como a incapacidade de os levantar) e cervical tornaram-se insuportáveis. Dirigiu-se à USF para marcar uma consulta com a sua médica. Explicou a situação na recepção e levou como resposta: "Volte cá dia 15, porque só fazemos marcações de consultas às segundas-feiras. Se não quiser aguardar, venha amanhã às 18h, para a consulta de agudo". Esta senhora não aguentava as dores, mesmo com os analgésicos que estava a tomar e quase não conseguia movimentar os braços mas, para os responsáveis desta USF, o seu sofrimento é irrelevante. E, depois, queixam-se que o povo entope as urgências hospitalares...

1 comentário:

Ferreira-Pinto disse...

Vá lá, é um forma de nos tratar da Saúde e, de caminho, de combater o défice!